Doria assina termo de adesão à maior Campanha Sinal Vermelho

Após Sinal Vermelho tornar-se lei federal, a iniciativa da AMB consolida-se nas grandes metrópoles brasileiras

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), assinou o termo de adesão à campanha Sinal Vermelho nesta sexta-feira (20). O evento ocorreu no Palácio do Buriti com a participação da presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), Renata Gil, e de representantes da entidade e outras autoridades.

“Após a campanha tornar-se lei federal, é essencial garantir que a Sinal Vermelho esteja bem consolidada nas grandes metrópoles, em que as mulheres estão cada vez mais vulneráveis”, disse a presidente da AMB, Renata Gil.

O governador João Doria e o secretário da Justiça e Cidadania, Fernando José da Costa elaboraram um plano de ações especiais para o estado, que também sofre com altos índices de violência contra a mulher.

“O Estado de São Paulo aderiu à campanha Sinal Vermelho. Medida que auxilia as mulheres a terem acesso, prático e efetivo, à lei Maria da Penha. Aqui, agressores covardes não ficarão impunes. Desde o início da nossa gestão, adotamos diversas medidas na área: criamos o aplicativo SOS Mulher, ampliamos de uma para dez as Delegacias da Mulher 24h, facilitamos o registro de boletins de ocorrências pela internet, entre outras ações. Inaceitável qualquer tipo de violência contra a mulher”, afirmou o governador João Doria.

Com a parceria, o governo paulista se compromete a divulgar a campanha, que poderá contar com a participação de estabelecimentos comerciais. A iniciativa foi criada pela AMB em junho do ano passado em conjunto com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A Sinal Vermelho permite que mulheres vítimas de abusos, ameaças e agressões denunciem os infratores e peçam ajuda por meio de um “X” desenhado na palma da mão.


Jonathas Nacaratte (ASCOM)

Leave a Reply

Your email address will not be published.