AMB e embaixador da Espanha tratam da internacionalização da campanha

Conversa inicia troca de experiências sobre combate de violência à mulher

A internacionalização da Campanha Sinal Vermelho foi o assunto de uma conversa, nesta terça-feira (28) entre a presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), Renata Gil, e o embaixador da Espanha, Fernando García Casas. O encontro representou o começo de um intercâmbio entre a entidade e o organismo internacional sobre ações de combate à violência doméstica.

De acordo com a magistrada, o objetivo neste momento é oportunizar os dois países a realizarem uma troca de informações concernentes às ações que desenvolvem para inibir a prática de violência doméstica, a exemplo da Sinal Vermelho. A atuação do Poder Legislativo brasileiro e espanhol também entrará na pauta.

“A gente quer entender como o Parlamento espanhol lida com a questão de gênero. No nosso caso [Brasil] a gente tem uma expertise grande, foram aprovados aproximadamente 140 projetos de lei só na pauta feminina, este ano. Queremos saber como eles trabalham com a efetividade já que eles têm a melhor lei do mundo de combate à violência doméstica, mas ainda têm muitos casos desta natureza”, explicou Renata Gil.

Conforme destacou a presidente, a embaixada espanhola demonstrou bastante curiosidade, junto à Sinal Vermelho, à capacitação das equipes das Varas de Violência Doméstica. Já a AMB demonstrou interesse com relação ao Plano de Igualdade de Gênero, a ser aplicado na comunidade europeia e o serviço telefônico pelo qual as mulheres que vivem em cenário de agressão podem denunciar. Ao ligar para o 016, qualquer vítima ou parente dela pode, gratuitamente, pedir socorro.

O primeiro contato da entidade com a embaixada da Espanha sobre o tema foi em junho deste ano. Foi quando a presidente Renata Gil recebeu na sede da associação, em Brasília, as conselheiras da Embaixada da Espanha Marta Ruiz e Carmen Batres, interessadas em conhecer a Sinal Vermelho.
À época, disse Marta Ruiz, após a reunião: “Estou realmente impressionada com todo o trabalho que está fazendo a presidente Renata Gil na luta contra este grande problema que é o feminicídio”.

Campanha Sinal Vermelho

A campanha foi criada pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) em parceria com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), como forma efetiva de combate à violência à mulher.
Além do Distrito Federal, 15 estados sancionaram lei sobre a matéria. Em julho, a campanha foi instituída nacionalmente por meio da sanção do Pacote Basta (PL 741/2021).

Mais informações no site da Campanha Sinal Vermelho.
Acesse: sinalvermelho.amb.com.br


Daiane Garcez (Ascom)

Leave a Reply

Your email address will not be published.