Saiu na Mídia: Sinal Vermelho é destaque no Fantástico

 

Renata Gil falou da importância da campanha, que virou em lei em várias localidades brasileiras

A campanha Sinal Vermelho, idealizada pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) foi assunto de reportagem exibida neste domingo (18) pelo Fantástico, da Rede Globo. A iniciativa da entidade foi retratada como uma valiosa ação de resgate a vítimas de violência doméstica e que tem salvado vidas.

A reportagem mostrou como o “X” vermelho na palma da mão tornou-se recurso essencial de pedido de ajuda para as mulheres que vivem essa trágica realidade – principalmente durante a pandemia, momento em que muitas delas foram obrigadas a ficar confinadas em casa com seus agressores.

“A gente pensou num sinal que fosse silencioso, que não dependeria de nenhuma fala, de nenhuma explicação”, ressaltou a presidente da AMB, Renata Gil, ao citar a necessidade de fomentar as denúncias por parte das mulheres agredidas.

A reportagem exibiu um dos casos em que uma mulher lançou mão desse jeito silencioso para dar um basta nas agressões verbais, psicológicas e físicas. Por questões de segurança, ela não teve o nome divulgado, mas contou que criou coragem ao chegar numa agência bancária para sacar o dinheiro.

“Eu pedi, simplesmente, um papel. A pessoa falou que não tinha um papel. Então, eu vi um papel amassado e escrevi: ‘você pode me ajudar, por favor?’ E escrevi o ‘X’ de sofrência doméstica. ‘Ele [o agressor] está aí fora’. Ele [o atendente] pediu para eu escrever o endereço. No dia seguinte, coloquei comida para ele [o agressor] e ele simplesmente jogou o prato. Falou que a comida não estava boa. ‘Não sabe cozinhar, não?’ De repente, apareceu o carro da polícia”, relatou.

Renata Gil relembrou ainda que a “Sinal Vermelho” está prestes a se tornar uma legislação nacional. A iniciativa consta no Projeto de Lei 741/2021 (Pacote Basta), aprovado no Congresso Nacional e no aguardo da sanção do Presidente da República. O texto endurece a punição para quem comete violência doméstica e crimes com motivação de gênero.

A magistrada enfatizou a luta da AMB por uma estratégia nacional de enfrentamento. “A gente precisa de meta, prazo, dinheiro canalizado para essa causa de violência, que é a primeira causa, por exemplo, de acionamento do 190 em algumas localidades, como Rio de Janeiro e Distrito Federal”, alertou.

Atualmente, a Sinal Vermelho é Lei em dez estados e no Distrito Federal.

Para assistir a reportagem na íntegra, acesse aqui.

Leave a Reply

Your email address will not be published.