Saiu na mídia: imprensa repercute adesão de cartórios à Sinal Vermelho

Iniciativa cria mais de 13 mil novos pontos de apoio

A Associação dos Notários e Registradores do Brasil (Anoreg) aderiu oficialmente à Campanha Sinal Vermelho de combate à violência contra a mulher. A iniciativa foi idealizada pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), em parceria com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A partir da última segunda-feira (15), mais de 13 mil cartórios brasileiros também são pontos de apoio às mulheres vítimas de violência doméstica.

Para pedir ajuda, basta a mulher desenhar um “X” na palma da mão para ser socorrida.

Confira alguns veículos que destacaram a iniciativa:

Correio Braziliense – Blog do Servidor

O Blog do Servidor, do jornal Correio Braziliense, ressaltou a adesão de todas as unidades de cartório à Sinal Vermelho, a fim de incentivar e facilitar denúncias de qualquer tipo de abuso dentro do ambiente doméstico. Assim, mulheres vítimas de violência podem pedir ajuda de maneira discreta e silenciosa nesses locais.

A ação nacional integra a Anoreg a uma iniciativa da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), já transformada em Lei Federal nº 14.188, de 28 de julho de 2021.

A Anoreg produziu e forneceu uma série de materiais para as unidades do país como vídeos, cartilhas, cartazes e materiais para as redes sociais, de forma a preparar os funcionários para oferecer ajuda, abrigando a mulher em uma sala da unidade e acionando as autoridades. Caso a vítima não queira ou não possa ter auxílio no momento, os profissionais deverão anotar seus dados pessoais – nome, CPF, RG e telefone – e comunicar posteriormente às autoridades responsáveis.

Leia a íntegra.

CNN

A CNN destacou a quantidade de cartórios que passarão a ser pontos de apoio para mulheres vítimas de violência doméstica. Lembrou também que a adesão da Anoreg à Campanha Sinal Vermelho, formulada pela AMB em parceria com o CNJ, visa manter permanentemente os órgãos envolvidos na iniciativa.

Leia a íntegra.

R7

A matéria salientou que todos os cartórios do Brasil começaram a registrar denúncias de violência doméstica feitas de maneira silenciosa. Mulheres que apresentarem o “X” na mão aos colaboradores desses locais deverão prestar socorro imediatamente.

A ação é permanente e inclui a Anoreg à iniciativa nacional da Associação dos Magistrados Brasileiros e do Conselho Nacional de Justiça. O objetivo é proporcionar mais um canal para que as mulheres em situação de vulnerabilidade possam pedir ajuda.

Leia a íntegra.

Poder360

A reportagem repercutiu a adesão dos mais de 13 mil cartórios brasileiros à Sinal Vermelho, assegurando uma maneira discreta e silenciosa para que as mulheres vítimas de violência doméstica possam fazer denúncias.

Destacou também que a campanha é uma iniciativa da AMB e do CNJ, com apoio da Anoreg, que elaborou uma cartilha com orientações para as vítimas e para os colaboradores dos cartórios.

Leia a íntegra.

Veículos como Agência Brasil, Brasil 247, Estadão, O Tempo e UOL também noticiaram a parceria entre os cartórios brasileiros e a Campanha Sinal Vermelho para combater a violência doméstica contra mulheres.

Leave a Reply

Your email address will not be published.